Secretário de Saúde é Sabatinado na Câmara Municipal de Búzios

por Alessandra Amantea publicado 20/09/2019 10h35, última modificação 20/09/2019 11h31
Secretário de Saúde é Sabatinado na Câmara Municipal de Búzios

Secretário Municipal de Saúde

Em resposta ao Requerimento 29/2019, de autoria do vereador Dida Gabarito, o Secretário Municipal de Saúde Yuri José de Paiva Paschoal participou da sessão ordinária do dia 12 de setembro na Câmara de Vereadores. O objetivo era dirimir dúvidas sobre o número de óbitos no Hospital Municipal Rodolpho Perissé; esclarecer questões sobre os laboratórios de exames credenciados no município; além de tratar de outros assuntos relacionados à Saúde, pasta que Yuri assumiu há dois meses.

Segundo o secretário, em janeiro deste ano foram atendidos no hospital de Búzios 10.221 pessoas e houve 17 óbitos no mês. Em junho o número de atendidos no hospital foram 9.443 e ocorreram 27 óbitos. Para ele, o número de óbitos no município não é um dado alarmante, principalmente se analisada a idade dos pacientes e condições de como chegaram até o hospital. “São dados que devem ser analisados antes de serem propagados para se compreender a situação. O número de óbitos no hospital não é um dado alarmante, mas não quer dizer que não pode ser melhorado.”

Yuri também falou da dificuldade de se implantar um sistema de diálise nos municípios. No caso de Búzios, o município esbarra em algumas exigências do Ministério de Saúde, como o número de habitantes, a necessidade de um hospital com suporte para diálise e a falta de um CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva).

Sobre o atendimento aos moradores do bairro Maria Joaquina, o secretário disse que existe uma orientação do Ministério Público para que Cabo Frio construa uma Unidade de Saúde 24 horas na Maria Joaquina, e se ficar resolvido judicialmente que o bairro pertence a Búzios, o município deverá ressarcir Cabo Frio pelo gasto da unidade 24 horas. Conforme ele, mesmo com as limitações pela questão jurídica, os pacientes da Maria Joaquina recebem assistência em Búzios. “Hoje nós temos 747 pacientes cadastrados da Maria Joaquina em nosso município e eles recebem assistência.”, acrescentou Yuri.

Outros assuntos abordados pelo secretário foram a pouca atratividade do salário dos médicos no município, fazendo com que não haja tanto interesse para trabalhar na cidade; a necessidade da Saúde ter sistema de informática independente para criar banco de dados sobre a Saúde no município, entre outras funcionalidades.Ele também informou que atualmente 4 laboratórios são credenciados no município, e a população escolhe em qual deles quer fazer seus exames.

Quanto aos aspectos positivos, Yuri destacou as cirurgias ortopédicas, que começaram a ser realizadas no hospital de Búzios; a reativação de projetos do PSF(Programa Saúde da Família) e o SisReg - sistema online de regularização desenvolvido pelo DATASUS para agendamento de serviços da Saúde. “Agora já temos no município o SisReg, passamos de pedidor a ordenador. Então se nossos munícipes precisarem de transferência, não ficamos mais na mão do sistema. Nós temos o SisReg, inclusive, podemos escolher o hospital que vamos encaminhar o paciente."

[Assista à sessão do dia 12 de setembro na íntegra: https://bit.ly/2m4ShVY ]

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.